Notícias
DANÇA
Mostra tem início nesta sexta com ensaio aberto
19/06/2017 | 10h52
Mostra tem início nesta sexta com ensaio aberto

A programação da Mostra Municipal de Dança 2017, realizada pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura, tem início nesta sexta-feira (23). Além das companhias de dança locais, a programação traz a T.F.Style Cia de Dança, com o espetáculo Sob a Pele, e Balé Rafaela Martins, Circuito do Violão, Lumiarte e Rede Vinil, com Quando o Corpo Toca. Ambos são de iniciativa do ProAc(Programa de Ação Cultural).

Dirigida por Igor Gasparini, Sob a Pele é apresentado no sábado (24), às 20h, no Teatro Vitória, dando início oficialmente aos trabalhos da Mostra. A companhia realiza ainda ensaio aberto à população na sexta, às 16h, na Escola Municipal de Cultura e Artes “Maestro Mário Tintori” (Emcea). Interessados, a partir dos 12 anos, devem se inscrever diretamente no local. As inscrições já estão abertas e são limitadas. 

Após o ensaio, acontece ainda debate. A atividade é direcionada ao público e também aos grupos de dança locais a fim de promover a reflexão sobre como o elenco e agentes de dança pensam e fazem a dança urbana contemporânea no Estado de São Paulo. As discussões pretendem, além da reflexão apontada, trazer questões e novas ideias sobre os processos criativos adotados pelas companhias e as influências do hip hop nas criações e na dança em geral.

Antecedendo a abertura oficial da Mostra, no sábado (24), a companhia realiza ainda, às 14h, também na Emcea, workshop relatando os processos de criação na categoria de dança urbana contemporânea, permitindo um maior conhecimento dos disparadores utilizados no processo criativo do espetáculo Sob a Pele. Para participar da atividade, os interessados devem ter a idade mínima de 16 anos e realizar inscrição, que já está aberta e tem número limitado de participantes, diretamente na Emcea, que fica no Centro Cultural Coronel Flamínio, na Rua Boa Morte, 471 - Centro.

A Mostra traz ainda participação do Grupo Estável da EMCEA, Cia. Art e Movimento, no domingo (25) a partir das 20h. Em seguida, os grupos Núcleo de Danças Árabes - Tendas do Sahara, Oficina do Corpo e Renata Cavinato Studio de Dança se apresentam com os respectivos espetáculos: Sahara Festival, Qual é a sua dança  e  Luz, Câmera, Ação.

Na quarta-feira (28), às 20h, ocorrem as apresentações dos espetáculos Alma Espanhola, da Escola de Dança Gláucia Bilatto; Sobre Relações, do Grupo Vórtex Dança Cênica e Di Faces, da Harmonia Grupo de Dança.

Na quinta-feira (29), também a partir das 20h, acontecem os espetáculos  Divertissement, do Studio de Dança Daniela Alonso;  Telespectadores , da Forrosa Companhia de Dança e How To Dance Free , da D.U.L .

Encerrando a programação, o Teatro Vitória recebe na sexta-feira (30), às 20h, o espetáculo “Quando O Corpo Toca”, realizado por Balé Rafaela Martins, Circuito do Violão, Lumiarte e Rede Vinil.

Confira os detalhes:

Sexta-feira, 23, às 16h – Ensaio Aberto – Emcea

Espetáculo: “Sob a Pele”

Após o término do ensaio, aberto à população, acontece a mesa de debate (conversa com o público presente) até às 18h.

Classificação: Livre

Entrada: Gratuita

Realização: T.F.Style Cia de Dança – PROAC, com apoio da Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura


Sábado, 24, às 14h – Emcea

Workshop: TF Style Cia de Dança

Vivência prática para compartilhar os processos criativos da T.F.Style Cia de Dança e a(s) companhia(s) local(is) convidada(s).

Classificação: Livre

Entrada: Gratuita

Realização: Cia. T.F.Style Cia de Dança – PROAC, com apoio da Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura

Duração: 180 min


 

Sábado, 24, às 20h – Teatro Vitória

Espetáculo: “Sob a Pele”

Existo. E, na pele, minha existência concretiza-se em constante relação entre corpo e ambiente, corpo e cidade. Aprisionado, a pele determina meu espaço, delimita minha existência íntima, separa-me do ambiente externo. Quais sensações meu corpo percebe potencializadas pela cidade? Quais opressões, medos e angústias o ambiente urbano me proporciona? Uma navalha que me corta todos os dias, deixa rastros em minha pele e traz, veladamente, suas marcas enrugadas pelo tempo. Maior órgão do corpo humano, local do toque, da pressão, da sensibilidade, do suor, do cheiro, do prazer… A pele: um relicário sagrado. A pele: uma clausura terrificante. Ao nascer, preencho meus pulmões de ar e, ao morrer, dou minha última expiração. Na pele, uma impressão digital que constitui este ser. Mas quem sou eu? O que a cultura faz de mim? Como lido com as sensações que esta cidade me causa? Esta obra busca refletir sobre as várias percepções sentidas, profundamente, sob a pele.

Classificação: Livre

Entrada: Gratuita

Realização: Cia. T.F.Style Cia de Dança – PROAC, com apoio da Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura


Domingo, 25, às 20h – Teatro Vitória

*Abertura com o Grupo Estável da EMCEA Cia. Art e Movimento


Grupo/Academia: Núcleo de Danças Árabes - Tendas do Sahara 

Espetáculo: Sahara Festival

 

Grupo/Academia: Oficina do Corpo

Espetáculo: Qual é a sua dança 


Grupo/Academia: Renata Cavinato Studio de Dança  

Espetáculo: Luz, Câmera, Ação.


Classificação: Livre

Entrada: Gratuita

Realização: Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura


 

Quarta-feira, 28, às 20h – Teatro Vitória

Grupo/Academia: Escola de Dança Gláucia Bilatto 

Espetáculo: Alma Espanhola

 

Grupo/Academia: Grupo Vórtex Dança Cênica  

Espetáculo: Sobre Relações 

 

Grupo/Academia: Harmonia Grupo de Dança 

Espetáculo: Di Faces 


Classificação: Livre

Entrada: Gratuita

Realização: Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura


 

Quinta-feira, 29, às 20h – Teatro Vitória

Grupo/Academia: Studio de Dança Daniela Alonso

Espetáculo: Divertissement

 

Grupo/Academia: Forrosa Companhia de Dança 

Espetáculo: Telespectadores 

 

Grupo/Academia: D.U.L 

Espetáculo: How To Dance Free 


Classificação: Livre

Entrada: Gratuita

Realização: Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura


 

Sexta-feira, 30, às 20h – Teatro Vitória

Espetáculo: “Quando o Corpo Toca” - Encerramento Mostra de Dança

O Diretor do balé da Cidade de Rio Claro, Hebert Caetano, a convite do concertista Welton Nadai formaram uma parceria com intuito de desenvolver um espetáculo de artes integradas entre um violinista e uma bailarina. “Quando o corpo toca” foi a idéia que Hebert teve para desenvolver esse projeto ao ver o mover dos dedos do violonista nas casas do braço do violão cenográfico. A obra conta com um seleto repertório de grandes compositores como J.S. Bach, Mozart e Manuel Pounce. Além da dança contemporânea e da música, contaremos com a cenografia do artista plástico Renê Mainardi, exposição fotográfica de Paula Caldas e documentário de Claudia do Canto.

Classificação: Livre

Entrada: Gratuita

Realização: Balé Rafaela Martins, Circuito do Violão, Lumiarte e Rede Vinil - Via PROAC, com apoio da Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura.

 

 

 

 

Notícias recomendadas para você
BUSCAR NOTÍCIAS