Notícias
INICIATIVA
Prefeito visita unidade da Fundação Casa e conversa com adolescentes
15/05/2018 | 17h38
Prefeito visita unidade da Fundação Casa e conversa com adolescentes

O prefeito Mario Botion realizou uma visita de aproximadamente duas horas a uma das duas unidades da Fundação Casa instaladas em Limeira, às margens da Rodovia Anhanguera, no sentido interior-capital. A visita aconteceu entre o final da manhã e início da tarde de quinta-feira (10). A Prefeitura de Limeira apoia a instituição estadual com alguns benefícios. “Nossa intenção é de colaborar sempre naquilo que nos é possível realizar”, diz Botion.

O prefeito conheceu as estruturas internas e externas do prédio que abriga a unidade. Ele estava acompanhado de André do Amaral Maia, diretor da unidade, Fernando Henrique Fernandes, coordenador pedagógico, José Paulo (diretor do Centro de Ressocialização de Limeira), e dos vereadores Mayra Costa e Waguinho da Santa Luzia, além de uma das educadoras da instituição, Ana Paula Xavier Fiuza.

A unidade visitada pelo prefeito tem capacidade para abrigar 64 adolescentes e jovens infratores, na faixa etária de 14 a 21 anos (há internos acima de 18 na hipótese do delito ter ocorrido antes deles atingirem a maioridade). Na quinta-feira, eram 63. O espaço tem 70 funcionários (assistente social, psicólogo, enfermeiros e técnicos, além de sócio-educadores e de pessoal que atua na área de segurana, entre outros), todos servidores estaduais, com exceção de uma médica que é cedida pelo município.

Inicialmente, Botion conheceu uma ala reservada para consultórios médico e odontológico (são espaços distintos), e espaços também separados de atendimento psicossocial e de enfermagem. Ele ainda conheceu uma cozinha industrial, onde os internos infratores assistem às aulas práticas de gastronomia ministradas pelo Senac, instituição que oferece outros cursos no local.

 

ENCONTRO

O prefeito ainda passou pela área educacional e também por uma sala de informática. Pela manhã, os adolecentes e jovens assistem aulas em salas de disciplinas que compõem o currício do primeiro e segundo graus. Botion esteve em cada uma das salas no momento em que as aulas eram ministrada. Nos três casos, ele fez uma breve exposição aos adolescentes e jovens, destacando a necessidade do conhecimento como processo de reabilitação e futura reintegração social.

Botion ainda esteve numa área esportiva da unidade – uma quadra onde a disciplina de Educação Física é ministrada voltada para modalidades esportivas. Nesse momento, um grupo de internos se preparava para a aula. Novamente, Botion falou para os adolescentes e jovens. Antes de deixar o local, ele cumprimentou um a um dos internos. Numa área externa, conheceu um projeto de horta comunitária e espaços para a prática de futebol.

A unidade da Fundação Casa visitada pelo prefeito atende infratores primários (com punição já definida pela Vara da Infância e Juventude), provisórios (que aguardam julgamento) e reincidentes – a maioria, de 50% a 60%. Além de Limeira, a instituição recolhe menores de cidades da região, como Araras, Leme e Piracicaba. Uma segunda unidade funciona vizinha da visitada pelo prefeito. A finalidade é a mesma, mas a totalidade de internos é de jovens reincidentes.

 

APOIO

Botion elogiou a organização da unidade da Fundação Casa Limeira (a vizinha tem a denominação de Morro Azul). “São oferecidas todas as condições para a reintegração dos adolescentes à sociedade”, disse. “Não podemos omitir a necessidade do Estado (como um todo) cuidar desse trabalho”, afirmou.

Segundo o prefeito, além da médica da rede municipal, a Prefeitura atua diretamente com o atendimento sócio-econômico dos adolescentes e jovens que deixam a unidade e que ainda cumprem períodos de liberdade assistida.

Assistente social, assessora de Proteção Especial do Ceprosom e também presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Paula Furlan, explica que o órgão, por meio do Núcleo de Inclusão Sócio-Produtiva, busca direcionar adolescentes que deixam a Casa para cursos profissionalizantes. O trabalho também envolve a discussão e referenciamento de ações voltadas para esse público. Uma das atribuições é o encaminhamento para demandas que envolvem famílias dos adolescentes.

 

 

 

 

Notícias recomendadas para você
BUSCAR NOTÍCIAS